sábado, 21 de abril de 2018

Sobre o livro #16: A Guerra Não Tem Rosto De Mulher - Svetlana Alexievich

SINOPSE: A história das guerras costuma ser contada sob o ponto de vista masculino: soldados e generais, algozes e libertadores. Trata-se, porém, de um equívoco e de uma injustiça. Se em muitos conflitos as mulheres ficaram na retaguarda, em outros estiveram na linha de frente. É esse capítulo de bravura feminina que Svetlana Aleksiévitch reconstrói neste livro absolutamente apaixonante e forte. Quase um milhão de mulheres lutaram no Exército Vermelho durante a Segunda Guerra Mundial, mas a sua história nunca foi contada. Svetlana Alexiévitch deixa que as vozes dessas mulheres ressoem de forma angustiante e arrebatadora, em memórias que evocam frio, fome, violência sexual e a sombra onipresente da morte.

MINHA OPINIÃO: "A Guerra Não Tem Rosto de Mulher" foi um dos livros mais interessantes que já li, pois traz a história da guerra sob a narrativa e olhar feminino que foi, e continua sendo, muito negligenciado e que infelizmente não costuma ser retratado. O livro traz vários relatos muito tristes, chocantes e comoventes, e isso acaba despertando vários sentimentos no leitor já que são histórias tão impactantes. 

   A guerra mexeu tanto com essas mulheres que muitas até deixaram de menstruar no tempo que estiveram servindo e começaram a apresentar "velhice precoce" por conta do estresse. Ao decorrer da leitura nós conseguimos perceber o quanto o povo soviético era muito patriota e por conta disso tinham um sentimento de obrigatoriedade de estar na guerra. Isso acontecia devido a poderosa propaganda comunista.
  Algumas mulheres não revelavam que tinham estado na guerra, pois, as vezes, eram hostilizadas e vistas com maus olhos. Isso foi um fato que me deixou bastante espantada, pois elas abdicaram de suas vidas para servir ao país e em troca foram tratadas com desconsideração. Abaixo um trecho retirado do livro que ilustra muito bem isso:
  
" Como a pátria nos recebeu? Não consigo contar sem soluços... Quarenta anos se passaram, e até hoje meu rosto queima. Os homens se calavam, mas as mulheres... Elas gritavam para nós:"Sabemos o que vocês faziam lá! Com as b... jovens seduziam nossos homens. P... do front. Cadelas militares" Nos ofendiam de várias maneiras..." 
Klávia S-va, francoatiradora

  Em muitos depoimentos, as mulheres falavam que os homens com o fim da guerra se tornaram heróis, mas com elas o tratamento era bastante diferente. É triste pensar que mais de 1.000.000 de mulheres participaram da segunda guerra mundial no exército vermelho e, apesar disso, tiveram um papel tão secundário na história. 
  Livro muito bom e bem escrito. Recomendo para quem gosta de história e quer ter um olhar diferente sobre a mesma. 
  A Guerra Não Tem Rosto de Mulher é um dos livros que me comprometi ler esse ano. No post 6 livros para 2018 tem a lista completa dos livros. Se ficou interessado dá uma olhada. 
__________________________________________________________________________________________

 Espero muito que vocês tenham gostado do post!
Nos acompanhem no Instagram (@Literalmentelendo) para ficar por dentro de todas as dicas de livros.

 Até a próxima! 

sábado, 10 de março de 2018

RESENHA: LINHA LISO ÉTICO MARIA BANANA - MURIEL

OOOOOI MINHAS LINDAS!! Tudo bom?

Voltei com tuuudo com os vídeos lá no youtube! E o vídeo que liberei hoje foi uma resenha da Linha Liso Ético Maria Banana da Muriel Cosméticos. Fiz de tudo para trazer uma resenha bem completa, criativa e divertida, espero que eu tenha conseguido, HAHAHAHA.
Esse vídeo é beeem especial, pois é com ele que estou fazendo parte do concurso "EMBAIXADORAS MURIEL". Peço que torçam por mim! Ser Embaixadora de uma linha que eu tanto gosto e de uma marca que gosto ainda mais, será INCRÍVEL para mim.

VEM CORRENDO ASSISTIR O VÍDEO!
          

Me digam o que vocês acharam do vídeo aqui nos comentários do blog ou até lá no youtube mesmo, irei adorar ler.

Até o próximo post, meus amores!!

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Sobre o livro #15: Livros lidos em 2017 ❤️

    Em 2017 consegui ler 28 livros 😍. Estou muito feliz de ter realizado tantas leituras maravilhosas que marcaram muito. Alguns livros não foram tão legais quanto eu esperava, mas tudo bem, pois a maioria das leituras foram boas. O post está organizado na ordem que realizei a leitura. Então vamos aos livros.




1. O sorriso da hiena - Gustavo Ávila 
   Comecei o ano com esse livro e foi maravilhoso. Terminei ele super rápido, pois não conseguia parar de ler. O sorriso da hiena é um livro surpreendente que consegue prender o leitor. Dei minha opinião sobre ele em um post aqui no blog. Se ficou interessado dá uma olhada.

CLASSIFICAÇÃO:








2. Desventuras em série - O lago das sanguessugas - Lemony Snicket

   Gostei do livro. Recomendo para quem não tem o hábito de ler e quer adquirir. A leitura é muito fácil e sem dificuldades. Dessa série gostei mais dos dois primeiros livros. 

CLASSIFICAÇÃO:











3. Desventuras em série - Serraria baixo-astral - Lemony Snicket

  Achei o livro divertido, mas a história vai ficando um pouco cansativa. Não sei se vou continuar lendo a série.  
CLASSIFICAÇÃO:











4. Por que gritamos golpe? - André Singer

  Um livro bem esclarecedor. Ele dá uma análise da crise política e como isso ameaça a democracia. Alguns textos são um tanto quanto chatos, porém necessários.   

CLASSIFICAÇÃO:










5. Presos que menstruam - Nana Queiroz

  Esse livro é muito interessante. Ele nos conta as histórias das mulheres que por motivos diversos foram parar na prisão. Nos fala também a diferença de tratamento entre a cadeia feminina e masculina. Um livro muito bom para quem se interessa por questões sociais.

CLASSIFICAÇÃO:

  




6. Hibisco roxo - Chimamanda Ngozi Adichie

  Adoro os livros da Chimamanda. Ela sabe como ninguém escrever uma boa história. Chimamanda consegue falar de preconceito racial, intolerância religiosa, relacionamentos abusivos, imperialismo, política e cultura. Dei minha opinião sobre ele em um post aqui no blog. Se ficou interessado dá uma olhada.

CLASSIFICAÇÃO:


7. As boas mulheres da China - Xinran

  Livro muito bom que contém histórias marcantes sobre a vida das mulheres na China. Adorei realizar essa leitura, pois é um livro envolvente e realista. Dei minha opinião sobre ele em um post aqui no blog. Se ficou interessado dá uma olhada. 

CLASSIFICAÇÃO:
 








8. Para educar crianças feministas - Chimamanda Ngozi Adichie

  Esse livro não é apenas direcionada para meninas. Chimamanda escreve para as pessoas que querem criar seus filhos da mesma forma não importando se são meninas ou meninos. O livro é escrito de forma bem simples e seu discurso é direto. 

CLASSIFICAÇÃO:
 







9. A lua de mel - Sophie Kinsella

  Não gostei muito do livro. Confesso que teve momentos que ri um pouco por conta da história. Achei o livro clichê e definitivamente não sou o público alvo desse estilo de livro. Em 2016 li o  "Fiquei com seu número" da mesma autora e também não gostei muito. Fiz até um post sobre ele aqui no blog.

CLASSIFICAÇÃO:











10. Contos Negreiros - Marcelino Freire

  Livro muito interessante. Seu foco é na população negra, mas os contos do livro vão desde preconceito racial a homofobia. 

CLASSIFICAÇÃO:










11. Dossiê Fidel Castro - Rodolfo Lorenzato

  Queria conhecer um pouco mais da história do Fidel Castro e de como aconteceu a revolução em Cuba por isso, resolvi ler esse livro. Senti que o autor poderia ter desenvolvido mais, pois fiquei com impressão da história estar bem resumida. Mas a leitura valeu a pena já que consegui me informar sobre essa figura que muitos amam e muitos odeiam.

CLASSIFICAÇÃO:









12. Sentimento do mundo - Carlos Drummond de Andrade

  Não tenho o costume de ler poesias. Confesso que geralmente não compreendo muito bem, pois, as considero muito subjetivas. Mas, com esse livro tive uma experiência bem legal. Claro tiveram poemas que não gostei. Contudo, ao todo o livro é muito bom.

CLASSIFICAÇÃO:









13. O planeta dos macacos - Pierre Boulle
 Já tinha assistido a um dos filmes (aquele com James franco), mas não tinha gostado muito. Porém, a história do livro não tem quase nenhuma semelhança com o filme. Nem preciso dizer que o livro é 1000 vezes melhor. Foi uma obra que me prendeu bastante e não conseguia parar de ler.

CLASSIFICAÇÃO:










14. Sensacionalista - Martha Mendonça, Leonardo Lanna e Marcelo Zorzanelli


  Assisti a uma entrevista dos autores no canal do Jacaré Banguela e fiquei curiosa para ler o livro deles. O livro é uma coletânea dos melhores textos que foram postados no site. A leitura foi agradável, mas não tem nada de muito extraordinário.

CLASSIFICAÇÃO:
 






15. A história do Brasil em 50 frases - Jaime Klintowitz

  Amei realizar essa leitura. Pude conhecer um pouco mais das pessoas que marcaram nossa história de modo positivo ou negativo. É uma escrita super acessível e de fácil compreensão.

CLASSIFICAÇÃO:











16. Sejamos todos feministas - Chimamanda Ngozi Adichie

  Li esse livro em 2016 e reli em 2017, pois ele é muito bom e traz reflexões novas acerca do feminismo. Sério, se você não leu esse livro "o que você tá fazendo da vida?". Já tem resenha dele aqui no blog.


CLASSIFICAÇÃO:
 






17. Entre o mundo e eu - Ta-nehisi Coates

  Leitura muito importante, pois o autor fala sobre ser negro e traz suas vivencias. O livro é como se fosse uma carta que o Ta-nehisi Coates escreve para seu filho contando situações que ele pode enfrentar pelo fato de ser negro. Livro excelente.


CLASSIFICAÇÃO:
 






18. A cidade do sol - Khaled Hosseini

  Esse livro foi uma releitura. De inicio fiquei com receio de ler ele novamente e não gostar, pois li ele pela primeira vez há muito tempo. Mas continuo amando essa história. Esse é um livro extremamente comovente e que traz temas super importantes como por exemplo a violência contra a mulher.

CLASSIFICAÇÃO:







19. O conto de Aia - Margaret Atwood
  
  Foi uma leitura muito interessante, porém esperava mais do livro. Achei a história um pouco lenta e em alguns momentos até confusa. No geral, a leitura valeu a pena.

CLASSIFICAÇÃO:








20. O Papel de Parede Amarelo - Charlotte Perkins Gilman

  Uma história muito perturbadora porém incrível que nos faz refletir sobre o papel feminino. Li esse livro durante a madrugada e fiquei com medo ( sim sou cagona ), mas se você é uma pessoa normal não vai ter medo kkkk

CLASSIFICAÇÃO:




21. Para poder viver - Park Yeon 

  Nesse livro Park Yeon conta sua trajetória desde a infância até sua fuga da Coréia do Norte. É um relato que traz várias curiosidades e "bizarrices"  desse país tão isolado do resto do mundo.

CLASSIFICAÇÃO:











22. Americanah Chimamanda Ngozi Adichie 

  Como sempre os livros da Chimamanda tem muita crítica social e nos faz refletir sobre questões da nossa vida. Esse livro trata também dos imigrantes nos EUA e as dificuldades que eles enfrentam. Vale muito a pena realizar essa leitura.

CLASSIFICAÇÃO:





  

23. O Palácio de Inverno - John Boyne


  Estou acompanhando a Tatiana Feltrin no projeto de leitura Os Romanov. Não estou lendo na mesma ordem que a dela e resolvi começar por esse livro. Bom, o plano de fundo da história é muito boa, pois é a vida da família Romanov, mas as tramas individuais deixaram a desejar. O livro está cheio de falas clichês que quase me fizeram desistir de continuar lendo. E "grande surpresa" do livro não é nenhuma surpresa. 

CLASSIFICAÇÃO:










24. Nicolau e Alexandra - Robert K. Massie

  Mais um livro do projeto de leitura da Tatiana Feltrin, mas dessa vez gostei muito de realizar essa leitura. Robert K. Massie tem uma escrita agradável e isso não deixa a leitura maçante. Neste livro nós vamos acompanhar toda a trajetória do último Czar russo e sua imperatriz.

CLASSIFICAÇÃO:








25. Bala Perdida - Vários autores

  Esse livro tem vários artigos que abordam a violência policial e nos faz refletir sobre os motivos que esse tipo de coisa acontece. Alguns artigos são um pouco chatos, mas a leitura vale a pena.

CLASSIFICAÇÃO:









26. Mulheres, Raça e Classe - Angela Davis

  Nesse livro Angela Davis fala das formas de opressão que são infligidas as mulheres negras nos EUA e atrelando a fatos históricos que nos faz entender a sociedade de hoje. Achei muito interessante  que a autora conta como o movimento das mulheres se articulou junto com o movimento abolicionista.

CLASSIFICAÇÃO:





27. Origem - Dan Brown

  Não gostei muito desse livro. Na verdade foi decepcionante. A fórmula de escrita do Dan Brown todo mundo já conhece e pouco surpreende. E tem uns diálogos que pelo amor de Deus... 

CLASSIFICAÇÃO:












28. Um Apelo a Consciência - Martin Luther King Jr

  Esse livro nos ajuda a entender melhor a luta contra o racismo. Martin Luther King Jr tinha uma política de luta sem o uso da violência e isso fica bem evidente em seus discursos. Ótima leitura.

CLASSIFICAÇÃO:










__________________________________________________________________________________________

 Espero muito que vocês tenham gostado do post!
Nos acompanhem no Instagram (@Literalmentelendo) para ficar por dentro de todas as dicas de livros.

 Até a próxima!